Redemoinho em dia quente, de Jarid Arraes

Livro de Contos de Jarid Arraes é um resgate de histórias de grandes mulheres do sertão do Cariri

Este um livro sobre mulheres, sobre mulheres que a gente não costuma encontrar nos romances, nos filmes – talvez até possamos ver uma ou outra delas numa minissérie mais moderninha, num papel secundário, mas poucas vezes estão no centro da cena. E é justamente isso o que Jarid Arraes faz com essas mulheres, as coloca no centro do palco, dá voz e visibilidade a personagens da ficção, mas que existe aos montes por ai tão reais, vivas, habitam os centros e as periferias das nossas grandes cidades.

São 30 contos, cada um retrata a história de uma mulher, suas angustias, suas dores, suas alegrias, suas conquistas são detalhadas nesta grande colcha de retalhos que forma o tecido desse livro, numa trama elaborada com precisão pela autora.  

Estampam as histórias contadas por Jarid a cordelista, a esposa, a bissexual, a heterossexual, a negra, a religiosa, a motoboy. A autora chama atenção para temas como afeto, amor, racismo, abuso, religiosidade.

Este é um livro que também fala sobre o Cariri, uma região do sertão cearense muito conhecida pela religiosidade e pela devoção ao padre Cícero, terra dos romeiros. Em 2014, eu tive a oportunidade de conhecer uma das cidades que fazem parte ali da região do Cariri, Juazeiro do Norte (CE). Cidade dos romeiros em peregrinação religiosa, do horto do “padim Ciço”, cidade quente, ferve, onde fui muito bem recebida por amigos queridos que fiz por lá e me acolheram numa viagem que fiz a trabalho.

A leitura desses contos me trouxe essas memórias afetivas, ao relembrar uma cidade por onde “passei de passagem”, mas que me marcou, especialmente por sua fé e religiosidade. Na colina do Horto onde está a grande estátua em homenagem ao padre Cicero tem também um grande museu com cômodos, objetos pertencentes ao sacerdote, e um grande acervo de objetos, fotografias que os romeiros deixam como uma forma de cumprir promessas. O lugar impressiona e me marcou bastante!!! O livro me fez relembrar. É um livro forte!

Na colina do Horto onde está a grande estátua em homenagem ao padre Cicero tem também um grande museu com cômodos, objetos pertencentes ao sacerdote. O lugar impressiona e me marcou bastante!!! O livro me fez relembrar. É um livro forte!

“ Havia uma segurança na mesmice, uma certeza de que tudo ficaria exatamente como estava. A solidão valia a pena, espantava os parentes, mantinha a casa limpa e não desagradava a Deus. O que mais podia desejar? ”  

“ E, além do mais, nunca tinha visto mototáxi mulher. Isso não vai dar certo. E o perigo? Era perigoso ser mototáxi. Ser mulher motáxi, então. E a minha moto era pesada, se fosse pelo menos uma Biz. “

“Mas, César, meu bem, de passos em falso são feitas todas as importâncias do mundo. Pequenos erros entre pedras muito bem colocadas”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s